Notícias

Anuncie em Destaque

A história está em constante movimento, surgindo diariamente fatos novos no Brasil e no mundo, conflitos entre as nações e seus povos, atentados terroristas, catástrofes que marcam a história para sempre entre tantos outros fatos.

Desta forma, é fundamental mantermos nossa memória viva. É preciso relembrar e refletir sobre o sentido e os efeitos dos fatos e acontecimentos.

A história dos jornais e as origens do jornalismo

Os jornais são um meio de comunicação usados pela civilização humana há mais de 2 mil anos.

Não se sabe ao certo a origem exata do jornalismo e qual foi o primeiro jornal do mundo, mas os historiadores atribuem ao lendário Imperador Romano Júlio César esta invenção.

Ao que tudo indica, Júlio César, além de um excelente general e comandante, também foi um ótimo profissional de marketing: para poder divulgar suas conquistas militares e informar o povo da expansão do Império (fazendo obviamente muita propaganda pessoal), César criou a chamada Acta Diurna, o primeiro jornal de que se tem notícia no mundo.

A Acta Diurna era uma publicação oficial do Império Romano, criada no ano de 59 a.C. durante o governo imperial de César. Ela trazia notícias diariamente para a população de todos os cantos do Império (e de fora dele) falando principalmente de conquistas militares, ciência e de política.

Para poder escrever a Acta Diurna, surgiram os primeiros profissionais de jornalismo do mundo, os chamados Correspondentes Imperiais. (Fonte: Guia da Carreira)

Segundo a WAN – World Association of Newspapers, os 5 jornais mais antigos do mundo, ainda em circulação, são:

- Suécia: Post och Inrikes Tidningar, criado no ano de 1645;

- Holanda: Haarlems Dagblad, criado no ano de 1656;

- Itália: La Gazzetta di Mantova, criado no ano de 1664;

- Inglaterra: The London Gazette, criado no ano de 1665;

- Áustria: Wiener Zeitung, criado no ano de 1703.


Notícias
Empregos
Eventos